You are here:

Planos de Saúde tabela de preços 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Para quem possui plano de saúde 2021 terá um aumento no orçamento, isso mesmo!

Os planos de saúde sofreu aumento de acordo ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), devido ao congelamento dos reajustes de 2020, esse período de congelamento que foi de 8 meses será cobrado ao longo de 12 meses de 2021.

Esse reajuste será de 8,14%, tanto para planos individuais, familiares, coletivos ou empresariais.

Vamos fazer um exemplo desse reajuste:

Mensalidade sem reajusteReajuste anual 8,14%Reajuste para 8 meses de congelamento     (12 vezes)Mensalidade atualizada
R$ 100,00R$ 8,14R$ 5,43R$ 113,57

Para quem teve mudança de faixa etária a mudança foi um pouco maior, esse reajuste foi de 20% sobre a mensalidade atualizada, congelado por 4 meses, valor ficou conforme abaixo:

Mensalidade sem reajusteReajuste anual 8,14%Reajuste para 8 meses de congelamento     (12 meses)Reajuste anual da faixa etária 20%Reajuste para 4 meses de congelamento(12 meses)Mensalidade atualizada para 2021
R$ 100,00R$ 8,14R$ 5,43R$ 21,67R$ 7,21R$ 142,45

Esse reajuste é alto levando em consideração que estamos em pandemia, desemprego, diminuição de jornada de trabalho, reduções salariais.

Calculamos para você uma “média” das maiores operadoras de planos de saúde para o plano básico no Brasil, lembrando que os valores alteram dependendo do plano e serviços a serem contratados:

Faixa etáriaSulAméricaBradescoUnimed
00 a 18 anosR$ 448,22R$ 601,04R$ 269,26
19 a 23 anosR$ 617,29R$ 747,73R$ 344,65
24 a 28 anosR$ 670,49R$ 877,90R$ 366,16
29 a 33 anosR$ 795,61R$ 1.073,05R$ 376,90
34 a 38 anosR$ 868,01R$ 1.196,18R$ 411,91
39 a 43 anosR$ 960,80R$ 1.245,84R$ 471,14
44 a 48 anosR$ 1.097,90R$ 1.472,70R$ 659,56
49 a 53 anosR$ 1.167,24R$ 1.720,68R$ 883,04
54 a 58 anosR$ 1.350,31R$ 2.046,94R$ 990,78
59 anos +R$ 2.689,12R$ 3.606,07R$ 1.615,34

As operadoras de planos de saúde alegam que devido a pandemia, houve um aumento nos atendimentos, mesmo muitas pessoas terem se isolado por causa do contágio.

A Defensoria Pública solicitou a ANS mais detalhes sobre a cobrança desse reajuste, porém a ANS informou que tentou adiar a cobrança mais que devido ao aumento dos atendimentos e alto índice de inadimplência devido a pandemia não tem como não haver essa cobrança.

Pensando no impacto desse aumento para os beneficiários, a ANS informa que a cobrança será diluída em 12 parcelas ao longo de 2021.

Mesmo com todo aumento na tabela de preços 2021, um corretor de planos de saúde pode te ajudar a encontrar o plano de saúde que se encaixa a suas necessidades e no seu bolso.

Quer cotar seu seguro de forma rápida?